sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Gaiola Aberta (Vai, Alegria!)

Gaiola Aberta (Vai, Alegria!)

(Mário Liz)

Eu tenho as Sete Cabeças do Bicho de segunda a segunda.
E de segundo em segundo me viro com uma só alma.
Com minha palma esquerda bato na cara da vida.
Com a direita aceno ciao... a despedida do meu dia.
O Entardecer do coração. Da solidão estreita.
Tudo fica pequeno. O vinho, o cuspe, o veneno...
Toda versão envenena... o som, a luz, o poema.
É feito aversão a tudo.
E sigo a ver são o silêncio.
E me calo n’alegria que vai chegar.
Vai chegar a alegria.
Ela é folia que bate-e-volta.
E Minha boca a prende nos dentes.
Mas meu riso se abre. E ela se solta.

2 comentários:

Çá disse...

"No poema e nas nuvens, cada qual descobre o que deseja ver" - Significado (1986) - Helena Kolody

Carol "mala" disse...

=D

Saudade!!

Quem sou eu

Minha foto
Pouso Alegre, Minas Gerais -, Brazil
Redator Publicitário e Planejamento Estratégico da Cartoon Publicidade, graduado em Publicidade e Propaganda pela UNIVAS. Bacharel em Direito, graduado pela Faculdade de Direito do Sul de Minas. Roteirista do projeto multimídia E-URBANO1 e E-URBANO2, pela UNIVAS E UNICAMP. Ganhador do concurso nacional de redação de 2006 (MEC E FOLHA DIRIGIDA-RJ), onde superou mais de 37.000 concorrentes. Ganhador do Concurso de Redação da UFSCAR, em 2006. Colaborador da Revista Reuni. Tem publicações na revista científica RUA (UNICAMP) e no LIVRO DIGITAL DE 2011 (UNICAMP).