sábado, 12 de março de 2011

poema-sem-calma

ofegar. tremer. gaguejar. titubear. transpirar. gritar. emudecer. ruborizar. transtornar. transparecer. lacrimejar. verter. sangrar. não-estancar. entornar. enraivecer. vomitar. gritar. efervescer. ranger. esfolar. não-suportar. não-se-portar. surtar. morder. arranhar. enfurecer. pisar. espumar. convulsionar. explodir. esfarelar... e assoprar!

(mário liz)

4 comentários:

Flora disse...

... e ao pó retornaremos. existir, fecundar, renascer... e viver. novamente.

Paula Barros disse...

Um poema-sem-calma, um poema-com-muita-energia-sentimento-emoçõa

vontade de esganar, foi o que me lembrou.

abraço

lany disse...

Parafraseando vc mesmo..."tudo verbo viver, ser..."

Mary Pereira disse...

Bonito descobrir espaços assim, como teu blog. Cheguei por acaso, através de uma busca de imagem para um post meu. Apareceu essa tua e teu blog. Utilizei a imagem, com um link de crédito direcionando ao teu.
Sinta-se à vontade para visitar: http://fotografandopensamentos.blogspot.com/

Intensidade. É o que vejo aqui.
Ainda que fosse calmo teu poema, saberia fazer intensa a calmaria.

Parabéns pela escrita.
Abraço.

Quem sou eu

Minha foto
Pouso Alegre, Minas Gerais -, Brazil
Redator Publicitário e Planejamento Estratégico da Cartoon Publicidade, graduado em Publicidade e Propaganda pela UNIVAS. Bacharel em Direito, graduado pela Faculdade de Direito do Sul de Minas. Roteirista do projeto multimídia E-URBANO1 e E-URBANO2, pela UNIVAS E UNICAMP. Ganhador do concurso nacional de redação de 2006 (MEC E FOLHA DIRIGIDA-RJ), onde superou mais de 37.000 concorrentes. Ganhador do Concurso de Redação da UFSCAR, em 2006. Colaborador da Revista Reuni. Tem publicações na revista científica RUA (UNICAMP) e no LIVRO DIGITAL DE 2011 (UNICAMP).