quarta-feira, 22 de julho de 2009

Bola de Neve


Bola de Neve


(Mário Liz)


a arte que me deserta é a arte que me liberta.

a arte que me deserta e me liberta é arte que me oferta ao diabo.

a arte que me deserta e me liberta e me oferta ao diabo é a arte que me desperta o insano.

a arte que me deserta e me liberta e me oferta ao diabo e me desperta o insano é arte que me alicia ao caos e ao dano.

a arte que me deserta e me liberta e me oferta ao diabo e me desperta o insano e me alicia ao caos e ao dano é arte que me aflora os instintos.

a arte que me deserta e me liberta e me oferta ao diabo e me desperta o insano e me alicia ao caos e ao dano e me aflora os instintos é a arte que me labirinta.

a arte que me deserta e me liberta e me oferta ao diabo e me desperta o insano e me alicia ao caos e ao dano e me aflora os instintos e me labirinta é a arte que não é calma e é toda a minha alma, meu laço, meu ranço, meu pincel, minha tinta.

21 comentários:

Andiara disse...

"a arte que me deserta e me liberta e me oferta ao diabo e me desperta o insano é arte que me alicia ao caos e ao dano."


Parece meus finais de semana (:

Vc é bom no que faz hein Poeta Poetinha ??

Thai disse...

"arte que não é calma e é toda a minha alma, meu laço, meu ranço, meu pincel, minha tinta"

Sua alma, sua arte!

Lindo poema Poeta, meus parabéns! :D

Bruna disse...

Como sempre, muito! É bom ter almas de artista perto da gente!*.*
Beijos Mario

ilana disse...

Que orgulho ser sua amiga ;)
Hehehee...
Adoroooooo vc...

julee disse...

bravo!! por isso a moça nem se incomoda com um atropelo como esse... :D

muito bom, estoy tonta até agora! adorei!

bjs amigopoesia ;)

BLISTER disse...

" a arte que me deserta e me liberta e me oferta ao diabo e me desperta o insano e me alicia ao caos e ao dano e me aflora os instintos é a arte que me labirinta".

sinceramente, seria o eu eu, demonstrando o eu de muitos. =]

Lindo demáá!

beijos poeta!

(Gaby Siniscalchi)

Vanessa disse...

Noooh...

como sempre...

DEMAIIS!!!

mto bom...
bom msm!

BJS poeta...

Sayuri Haicai disse...

Genial...


Que sorte a minha!

PS.: ai ai ele é tãããão inteligente..rs Amo muito!

Helena Miranda disse...

Como sempre, as essências em comum...
Amo-te!

gaijin dame disse...

santo demônio... morrerei de diabetes poetical... o confronto se aproxima... o duelo final entre símios que usam teclados

gaijin dame disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Laís disse...

Lindo!

Alívio para uma alma cansada, que se lava na água de uma poesia!


Parabéns, tenho orgulho de ser sua amiga!


Beijos da Lalá

Thamíris Dias disse...

A poesia para.
Diferente da alma! Para além mar para além rio...
Amo você!
Da mais uma olhada no título, se me permite...
Amo!

Mário Liz disse...

querida leitora Thamíris:

o título do poema "bola de neve" pode remeter a uma falsa idéia de "gelo" ... e isto realmente contrasta com a o fervor das palavras e da intenção poética deste texto. No entanto, "Bola de Neve" foi usado devido à forma crescente com que os versos se apresentam ... quis dar um toque de concretismo às estrturação.

abraço forte ...


Mário Liz

Nany disse...

marinho, como sempre, adorei o que vc escreveu! salvei essa parte inclusive hehe "a arte que me deserta e me liberta e me oferta ao diabo e me desperta o insano e me alicia ao caos e ao dano é arte que me aflora os instintos."

Andréa Balsan disse...

minha arte já me vendeu para o diabo umas mil vezes...rsrsrs...
meu caro poeta, adoro seus poemas, amei sua poesia, mas lhe falo, essa foto arrasou...rs
beijos

Thamíris Dias disse...

Não acho que "Bola de Neve" tenha qqr assimilação com gelo (no poema, claro)... apenas achei o nome um pouco frágil diante da força do poema... mas a inspiração está na alma que é sua... por isso calo-me no momento em que percebo algumas impressões do poeta!

Abraço forte!
Amo!

Violeta disse...

A forma como as palavras se sedimentam nesta "Bola de neve" remetem à aceitação da liberdade da alma.
Muito bom...bj

Carolina disse...

Um artista!
Mário, com certeza parabéns!
Que bola de neve maravilhosa...
Seus poemas são de muito bom gosto, você escreve muito bem.

O comentário deste poema se estende a todos os outros.

A arte que te inspira é a mesma que nos encanta!!!

Bjos.

Anônimo disse...

OLá Mario que maravilha , observando esta máquina que massagem relaxante,mas nos mete medo só de olhar.Me chamou atenção vc, é bom garoto depois olharei outros com carinho bjus . té.

Anônimo disse...

ola´fofo to observando seus trabalhos simplesmente lindos preciso que vc, olhe os que tenho engavetados bjus e fique com Deus.

Quem sou eu

Minha foto
Pouso Alegre, Minas Gerais -, Brazil
Redator Publicitário e Planejamento Estratégico da Cartoon Publicidade, graduado em Publicidade e Propaganda pela UNIVAS. Bacharel em Direito, graduado pela Faculdade de Direito do Sul de Minas. Roteirista do projeto multimídia E-URBANO1 e E-URBANO2, pela UNIVAS E UNICAMP. Ganhador do concurso nacional de redação de 2006 (MEC E FOLHA DIRIGIDA-RJ), onde superou mais de 37.000 concorrentes. Ganhador do Concurso de Redação da UFSCAR, em 2006. Colaborador da Revista Reuni. Tem publicações na revista científica RUA (UNICAMP) e no LIVRO DIGITAL DE 2011 (UNICAMP).