sexta-feira, 13 de agosto de 2010

... e eu me perco na poesia de me perder e me pender, dependurar. e de pé, durar até o corpo dizer não: não pare! paire se a vida pede chão. a vida pé-de-chão e seu cimento. não há de concretar-me a perdição. e o pé-de-vento.

(mário liz)

6 comentários:

Lara Amaral disse...

Tão bonito e criativo o que escreves. Muito bom ler tudo por aqui.

Beijo, bom fim de semana!

lany disse...

Fiquei perdida pela poesia e pairando no ar pensando nessa tal perdição...
xero!

Renata de Aragão Lopes disse...

"e eu me perco
na poesia de me perder
e me pender, dependurar"-me,
se depender.

Texto fantástico!
Quanta aliteração!
E pede chão, pé-de-chão,
pé-de-vento.
Concretar-me
em algum cimento.

Parabéns pela arte!

Um abraço,
Doce de Lira

Cris de Souza disse...

Gostei do clima...

Sigo o rastro!

Mário Liz disse...

sempre grato a vocês ... ! Expor minha alma é uma necessidade, mas fazê-lo aqui para leitores como são os do meiomarmeiorio; é o prazer na perfeita harmonia do que me é vital.

Dani Pedroza disse...

A minha escrita, por vezes, me aliena desse mundo de concreto. Mas ela é justamente a água que dá liga nessa mistura transformando um monte de coisa numa só: o cimento que vai sustentar minhas pontes, castelos, caminhos.

A minha escrita é o que me permite seguir todos os pés-de-vento. Ela é meu pé de feijão. Subindo por seus galhos posso chegar aos céus, assim como nas raízes mais profundas.

Minha escrita é minha perdição redentora. O caminho tortuoso por onde me encontro quando me perco de todo o resto.

Mas o assunto não é a minha escrita, é a sua poesia. O que ELA é?

O que ela é????????

Ela não é uma coisa ou outra coisa. Ela é... Meiomarmeiorio.

P.S.: Uma palavra me veio à cabeça agora: imensidão.

Quem sou eu

Minha foto
Pouso Alegre, Minas Gerais -, Brazil
Redator Publicitário e Planejamento Estratégico da Cartoon Publicidade, graduado em Publicidade e Propaganda pela UNIVAS. Bacharel em Direito, graduado pela Faculdade de Direito do Sul de Minas. Roteirista do projeto multimídia E-URBANO1 e E-URBANO2, pela UNIVAS E UNICAMP. Ganhador do concurso nacional de redação de 2006 (MEC E FOLHA DIRIGIDA-RJ), onde superou mais de 37.000 concorrentes. Ganhador do Concurso de Redação da UFSCAR, em 2006. Colaborador da Revista Reuni. Tem publicações na revista científica RUA (UNICAMP) e no LIVRO DIGITAL DE 2011 (UNICAMP).