sexta-feira, 20 de agosto de 2010

fato grafia

 
vontade de ser pra semprAgora. com amigos e amores ao meu lado. o pulso é mais intenso com eles. dá pra sentir o sangue agradecer o corpo: - bom menino, é bom demais correr aqui.  o vermelho segue solto. e o riso salta mundo afora. desaforo o Tempo nos perder. por isso vem a vontade irracional de parar e deixar tudo como está: o sereno a desabar na vida e minha alma se perdendo do frio com o fogo de cada olhar. e eu me perderia de toda e qualquer forma de frio se a vida aquietasse assim. então, que o último ato não surja de uma retórica, mas seja o de um retrato. para que as cores luzidas e paralisadas digam mais que qualquer coisa... qualquer coisa que o tempo vá um dia nos dizer. 
 
(mário liz)

16 comentários:

Flora disse...

esse tempo... ladrão vil e silencioso... belas palavras, engraçado como se encaixa em tantas situações
;)

Mayra disse...

Ahhh essas palavras, vc é cheio de escrever coisas bonitas e INcomentáveis... eu nunca sei o que falar, só sei chorar, isso eu faço mto bem, meu coraçãozinho fala bem mais do que minhas palavras, a única coisa que posso escrever aqui é que eu amo você meu amigo! =´)

Beeijooo

Sharon disse...

ah que munito! *o*

Amanda (fdsm) disse...

Ah...tentando comentar aqui...esse merece uma nova tentativa...rs...Me deu uma vontade imensa de estar entre meus amigos...de vê-los e rir com eles...pra sentir essa sensação do sangue correndo mais leve e feliz...Dentre eles vc...Saudade sempre...te amo, amigo mário, amigo poeta...

Renata de Aragão Lopes disse...

O vermelho e o sangue
ainda lhe rondam... (rs)

Bonito poema, Mário!
Traduz perfeitamente
o porquê de uma fotografia:
o estanque de um instante.

Beijo,
Doce de Lira

Taty disse...

ahh ki lindo.. chega a dar saudades antes da hora, pois é meu caro, o tempo está passando. Poema Fantástico *_*

Mário Liz disse...

isso de amar os amigos como eu amo ... e ouvir muito Clube da Esquina ... me aflora a nostalgia antes mesmo do fator nostáligo acontecer de verdade.

obrigado a vcs.

Lua Nova disse...

A nostalgia é um estado de ser do coração que pulsa palavras... Assim como o seu. Um balé semântico em que os significados falam mais alto que as palavras entrelaçantes.
"...desaforo o Tempo nos perder..."
Também acho...
Encantador.
Venha conhecer meu blog. Me dará imenso prazer.
Beijos e um lindo fds.
Seguindo...

Thai disse...

"...qualquer coisa que o tempo vá um dia nos dizer. "
Lindas palavras Poetas! Se o tempo não disser, suas palavras dizem e eternizam...bem assim muitas coisas deveriam ser.

Parabéns, grande Beijo!

Carol disse...

Oi...hihihi me dá até vergonha de comentar, sou a admiradora de seus escritos mais largada do mundo...rs!

Cheguei e a nova cara do blog me fez sentir uma coisa gostosa...nem sei explicar!!Ficou lindo

"para que as cores luzidas e paralisadas digam mais que qualquer coisa... "

Ah que vontade de rever fotos antigas...Adorei o texto!!

bjus

Porkera disse...

Simplesmente fantástico.. esse vai pra formatura né? :D

Bruna disse...

Lindo demais! Quisera eu poder parar o tempo agorinha! Do jeito que está. Aliás, do jeito que está não, queria poder deixar tudo de ruim ir embora e só as coisas boas ficarem!

beijo!

Dani Pedroza disse...

Esse texto fala exatamente do que estou sentindo nos últimos dois dias. Uma sensação de fim mas sem ponto final, reticências talvez, um ponto de interrogação quem sabe. Um monte de perguntas cujas respostas variam entre o sim e o não sem nunca tocar em qualquer desses extremos.

Por falar em perguntas, engraçado, nessas 12 linhas, encontrei mais respostas do que em horas de reflexão. Deve ser porque pra encontrar algumas respostas a gente tem que parar de refletir ao invés de parar e refletir... rs.

Esse texto me remeteu a outra parte de vc, nem mar, nem rio, mARio.

Carol disse...

Ei menino...ta sumido!!

Beijos

Vanessa Souza Moraes disse...

Meu blog mudou de endereço, o novo é:
http://vemcaluisa.blogspot.com/
:)

amanda cellis disse...

Que bonito! lindo seu blog...

Quem sou eu

Minha foto
Pouso Alegre, Minas Gerais -, Brazil
Redator Publicitário e Planejamento Estratégico da Cartoon Publicidade, graduado em Publicidade e Propaganda pela UNIVAS. Bacharel em Direito, graduado pela Faculdade de Direito do Sul de Minas. Roteirista do projeto multimídia E-URBANO1 e E-URBANO2, pela UNIVAS E UNICAMP. Ganhador do concurso nacional de redação de 2006 (MEC E FOLHA DIRIGIDA-RJ), onde superou mais de 37.000 concorrentes. Ganhador do Concurso de Redação da UFSCAR, em 2006. Colaborador da Revista Reuni. Tem publicações na revista científica RUA (UNICAMP) e no LIVRO DIGITAL DE 2011 (UNICAMP).