quinta-feira, 18 de agosto de 2011

liz in the sky with diamonds

vontade de brincar um cadim. um quindim. um doce pra me perder. e tropeçar nos sentidos. porque nem tudo tem de ser coeso. ensimesMAR no rio. no desvaRIO do mar. e atracar os ouvidos. em canções que não me façam chorar. pois quero sorrir. e vou sorrir. até serrar os dentes. até surrar o ANTES. e se eu errar novamente. e não me restar mais dentes. apagarei a luz. e como quem se entrega à alma louca. contarei estrelas no céu. da minha boca.

(mário liz)          

5 comentários:

Carol disse...

Nossa suas palavras 'levantam até defunto"...rs

Animei =)

"pois quero sorrir,e vou sorrir"

=)

Flora disse...

Eu bem disse que a sonoridade não havia se perdido... eis aí uma bela prova.
"... e como quem se entrega à alma louca, contarei estrela no céu da minha boca."
Sem palavras.
Te amo.

Lara Amaral disse...

Muito bonito o seu texto, Mário. Um ritmo bom de ler, uma delicadeza só...

Renata de Aragão Lopes disse...

É pra se cantar...

Lara Gay disse...

sou sua fã. é isso.

Quem sou eu

Minha foto
Pouso Alegre, Minas Gerais -, Brazil
Redator Publicitário e Planejamento Estratégico da Cartoon Publicidade, graduado em Publicidade e Propaganda pela UNIVAS. Bacharel em Direito, graduado pela Faculdade de Direito do Sul de Minas. Roteirista do projeto multimídia E-URBANO1 e E-URBANO2, pela UNIVAS E UNICAMP. Ganhador do concurso nacional de redação de 2006 (MEC E FOLHA DIRIGIDA-RJ), onde superou mais de 37.000 concorrentes. Ganhador do Concurso de Redação da UFSCAR, em 2006. Colaborador da Revista Reuni. Tem publicações na revista científica RUA (UNICAMP) e no LIVRO DIGITAL DE 2011 (UNICAMP).